O que é conversão e como a identificamos?

De uma maneira simples, conversão seria tudo o que você gostaria que os visitantes fizessem em seu site. Mas a identificação vai um pouco mais além.
Para tal, durante o período de planejamento é importante que se defina:

  • Quais os objetivos do site?
  • Quais os objetivos dos visitantes?
    • Porque eles vão ao seu site?
  • O que é conversão para a empresa?
    • Quais ações queremos que tenham?
    • Quais os pontos de conversão que identificam estas ações?
  • Processos do site
    • Quais os passos para que o visitante chegue aos pontos de conversão?

Mesmo sabendo que cada empresa é única, seguem alguns exemplos de conversões normalmente encontradas:

  • Processo de compras;
  • Processo de subscrição de um serviço;
  • Processo de cadastro para newsletter;
  • Ações do visitante:
    • Download de um documento;
    • Formulário de contato;
    • Suporte Técnico;

Mas lembre-se que, por mais bem feito que seja o planejamento de seu site, ele espelha o que gostaríamos de mostrar aos visitantes e os locais onde gostaríamos que as ações fossem tomadas. Aí cabe a pergunta do grande Garrincha:

“O senhor combinou isso com os Russos?”
Mané Garrincha – Filósofo e Jogador de Futebol – 1958

Isso mesmo, nada ainda foi combinado com seus futuros visitantes. Portanto, é precisos fazer de tudo para que localizem facilmente o que querem e, de preferência, o que queremos; que se tornem nossos fiéis clientes.

Criação dos relatórios

Para que se possa chegar a fase dos “fiéis clientes” primeiro é preciso coletar os dados, criar os relatórios e depois analisá-los. Muitos estão acostumados com o processo do Google Analytics, onde, após a implementação da tag em todo o site, são usados os nomes das URL’s que pertencem ao processo que será analisado.
Trata-se de uma configuração pós tageamento, como mostrado abaixo:

Configurar Goal

Em outros serviços de Web Analytics esta definição pode ocorrer também durante o processo de tageamento, como por exemplo no WebTrends, onde temos a “Análise de Cenário”, que pode ser trabalhado de dois modos:

  • Modo 1: Tageamento
    • WT.si_n=nome-do-processo
    • WT.si_p=passo- ser-analisado
    • WT.si_x=indicação-da-posição-deste-passo
  • Modo 2: Através do “Scenario Analysis Wizard” que basicamente é parecido com o do Google Analytics.

Em outros casos somente podemos criar os passos do processo durante o tageamento, o que torna a fase de planejamento mais necessária ainda.  Exemplo de criação do Yahoo! Analytics:

1.  Nomear os tipo de ações:

Yahoo! actions

2.  Criação das tags:

  • YWATracker.setDocumentName(“Confirmação do Pagamento”)
  • YWATracker.setDocumentGroup(“Carrinho de Compra”)
  • YWATracker.setAction(“01”)                                  //De acordo com a tabela de ações

Análise

Você pode iniciar suas análises com alguns KPI’s (Key Performance Indicators – Indicadores Chaves de Performance) para suas análises:

  • Taxa de conversão – “Número de conversões/Total de visitas”
  • Custo de conversão – “Custo de aquisição/Número de conversões”

Estes KPI’s, alertamos, devem ser analisados de uma maneira global e por canal de aquisição, isto irá mostrar quais os canais que trazem um público mais qualificado e onde se “gasta” mais para trazer o público esperado. Desta forma, pode-se verificar o verdadeiro poder de persuasão do site.

Mas será que somente encontrar os canais com melhor conversão e custo mais baixo é o suficiente? Isso seria deixar, de uma maneira simplista, todo o ônus aos canais. E nós? Não temos culpa em não termos conseguido uma taxa de conversão melhor? Ai é que entra uma análise mais profunda nos processos criados no site, identificando em que ponto os visitantes estão se perdendo, onde criar opções que possam ser usadas para melhorar esta conversão e onde planejar os testes A/B e MVT (Teste multi-variável) para visualização das melhores opções.

Abaixo um exemplo do sumário apresentado pelo Yahoo! Analytics :

Yahoo! Summary

Outro exemplo é o funil de conversão do WebTrends:

Webtrends Conversion Funnel

Com estes serviços é possível analisar quão bem desenhados estão os sites, visando facilitar a vida dos visitantes e atingir os objetivos. Dessa forma,  fica fácil visualizar quais páginas deverão ser foco para os testes.

Até o próximo post!

Estariam chegando ao fim os serviços independentes de Web Analytics?

Aqui no Mundo WA sempre falamos que a área de Web Analytics é uma área quente, e não é para menos. As empresas descobrem a cada dia o quanto a Web pode gerar dados e vêem a necessidade de transformá-los em informações para tomada de decisões através do conhecimento do comportamento de seus clientes, das melhorias de processos (não há outro meio que forneça a facilidade de testes como a Web), e o entendimento do retorno do investimento (ROI) realizado.

Mas, observando sob uma outra ótica, temos presenciado grandes empresas de outros mercados adquirindo as empresas independentes de Web Analytics. No inicio, era comum as empresas maiores de Web Analytics comprarem as empresas menores.

Este quadro começou a mudar quando em 2005 o Google adquiriu o Urchin. Em 2008 veio a aquisição da Index Tools pelo Yahoo, e mais tarde, em 2009, a aquisição da Omniture pela Adobe, apontando uma tendência de aquisição dos players independentes por gigantes do mercado, com o objetivo de incorporá-los às suas suites e integrá-los aos demais serviços já oferecidos.

Coremetrics

Hoje demos adeus a mais um dos grandes players independentes do mercado de Web  Analytics. Foi anunciada a compra da Coremetrics pela IBM, que deverá, muito provavelmente, incluir a ferramenta em sua suíte WebSphere Commerce.
Atualmente, a IBM vem utilizando o Unica NetInsight como solução de Web Analytics em seus Web sites.

Para o mercado brasileiro isso deve ser uma boa noticia, uma vez que a estratégia da Coremetrics não contemplava o Brasil, mas com a integração à IBM, deve ser revista.
A IBM esta no país desde 1917 e nos tem como um dos grandes mercados em todo o mundo, o que significa que não precisaremos esperar muito tempo para um lançamento local.

Para o mercado de análise esta aquisição deve ser vista em conjunto com outras aquisições feitas pela IBM nos últimos anos, como a SPSS (ferramenta de análise estatística) e a Cognos (software de Business Inteligence e Business Performance), que podem vir a ser integradas, ampliando assim suas possibilidades. O anúncio oficial pode ser visto aqui.

IBM
Das grandes empresas mundiais fornecedoras de soluções de Web Analytics sobraram apenas duas: a AT Internet francesa e a americana WebTrends, sendo que esta última, depois da aquisição da Omniture, viu-se numa ótima situação de aquisição por uma empresa como a Oracle ou a Microsoft, conforme comentários de Alex Yoder, CEO da WebTrends, no Blog Oregon Live.

Com este mercado cada vez mais aquecido, ainda deveremos presenciar outras movimentações deste tipo, como aquisições de empresas de Web Analytics específicos para mobile ou mesmo de pesquisas em Mídias Sociais, para integrá-las às suas plataformas de coleta de dados web.

E você, o que acha destes movimentos do mercado? Deixe seu cometário 😉

Até o próximo post!

Se você ainda não leu a carta aberta do Eric Peterson para o Steve Jobs sobre a Seção 3.3.9 do “iPhone Developer Agreement”, vale a pena dar uma olhada:

Carta Aberta a Steve Jobs

Ela estabelece o banimento de aplicações de coleta de dados de terceiros, ou seja, lá se vai a possibilidade da melhoria de processos e da compreensão do comportamento dos visitantes.

Os desenvolvedores de aplicações somente poderão utilizar as ferramentas de programação da Apple, e por não serem compatíveis, acabam impossibilitando o funcionamento da maioria das ferramentas de Web Analytics hoje disponíveis no mercado, como: Omniture, Webtrends, Coremetrics, Unica, Google Analytics, Yahoo Web Analytics, entre outras…

Abaixo o texto original da polêmica Seção 3.3.9:

“3.3.9 The following requirements apply to You and Your Application’s use, collection, processing, maintenance, uploading, syncing, storage, transmission, sharing and disclosure of User Data:

  • All use of User Data collected or obtained through an Application must be limited to the same purpose as necessary to provide services or functionality for such Application. For example, the use of User Data collected on and used in a social networking Application could be used for the same purpose on the website version of that Application; however, the use of location-based User Data for enabling targeted advertising in an Application is prohibited unless targeted advertising is the purpose of such Application (e.g., a geo-location coupon application).
  • You may only provide or disclose User Data to third parties as necessary for providing services or functionality for the Application that collected the User Data, and then only if You receive express user consent. For example, if Your Application would like to post a message from a user to a third party social networking site, then You may only share the message if the user has explicitly indicated an intention to share it by clicking or selecting a button or checking a box that clearly explains how the message will be shared.
  • Notwithstanding anything else in this Agreement, Device Data may not be provided or disclosed to a third party without Apple’s prior written consent. Accordingly, the use of third party software in Your Application to collect and send Device Data to a third party for processing or analysis is expressly prohibited.
  • You must provide information to users regarding Your use and/or Transmission of User Data and explain how Your Application will use User Data, e.g., by providing information in the App Store marketing text that accompanies Your Application on the App Store, by adding an About box within Your Application, or by adding a link to Your privacy policy on Your website.
  • You and the Application must take appropriate steps to protect any User Data from unauthorized disclosure or access. If a user ceases to consent to Your use and/or Transmission of User Data, You must promptly cease all such use and/or Transmission and destroy any such information from Your records (except to the limited extent necessary for Your Application back- ups and record-keeping or as otherwise prohibited by law).”

Em função disso, a Apple, motivada pela batalha travada com outros fabricantes de celulares, em especial os que usam o sistema Android do Google, corre o risco de que os desenvolvedores passem a escrever seus aplicativos para outras plataformas.

É uma pena! Esperamos que a Apple mude sua maneira de pensar neste caso e volte atrás.

Até o próximo post!

Depois do aporte de capital feito em Janeiro deste ano pela WPP na Omniture e a série de anuncios de projetos envolvendo os produtos das duas empresas, eu acreditava que seria natural a WPP comprar a Omniture. Mas ontem veio a noticia da compra da Omniture pela Adobe!!!

Por 1.8 Bilhão de dólares a Adobe acabou levando a líder do mercado, dos produtos pagos, de Web Analytics no mundo. Nos fica uma dúvida quanto ao mercado neste momento de compras e fusões e, principalmente depois de uma crise que abalou todo o mundo, quem ficará com empresas como WebTrends, pioneira do mercado, e a Coremetrics, que possui um produto excelente?  Quais serão os próximos passos desta nova empresa que se desenha dentro da Adobe, a compra de um Ad´Server? E a Microsoft, que já tentou em um passado recente entrar neste mercado através do naufragado projeto Gatineau? A Microsoft inclusive é um dos grandes clientes da Omniture, o que me estranhou eles também não terem feito uma proposta pela empresa para competir com o Google, talvez eles mirem no Yahoo Analytics que pode vir junto com a parceria Microsoft/Yahoo.

E como ficará o nosso mercado? Hoje temos duas representantes comerciais da Omniture no Brasil, a Hi-Media e a Aunica, como ficará estes contratos de representação com a Adobe tendo um escritório no país?

Muitas dúvidas aparecem nesta hora, como a empresa fará esta transição, como ficarão os planos que a Omniture já possuia para os seus produtos e para a parceria com a WPP, como a Adobe irá trabalhar a área de SaaS (Software as a Service) já que sempre trabalhou com produtos, e por ai vai.

Esperamos que a Adobe se foque neste momento em pontos que são importantes para todos os clientes Omniture, como suporte, execução dos planos de melhoria dos produtos e a própria expansão para outros mercados, incluindo ai a América Latina, lembrando que na pesquisa que fizemos no inicio deste ano apontava a Ominiture como o segundo Web Analytics de tag mais usado no Brasil atrás apenas do Google Analytics.

Estamos iniciando um capitulo de mais uma fase no nosso mercado, vamos aguardar os próximos capítulos para que nossas perguntas possam ser respondidar.

Em tempo, o link do press-release desta aquisição esta no endereço http://www.omniture.com/press/777

Até o próximo post!

Tagged with:
 

Foi anunciado no último dia 28 a nova versão do Yahoo! Analytics, a nova versão traz novas funcionalidades como:

  • Dimensões Demográficas 
  • Dimensões Psicográficos 
  • Novos tipos de gráficos 
  • Nova análise de caminho  
  • Novas possibilidades de segmentação 
  • Nova versão do código de monitoramento

A nova versão ainda conta com a opção de criação de até 50 funis por perfil, lembrando que no Google Analytics ainda temos que sofrer com apenas 4 por perfil, e a introdução de 38 campos personalizados.

Para os sites que já possuem o código de monitoração, a mudança deste código deve dar um certo trabalho, mas nada que não compense o uso desta ferramenta.

Os dados demográficos podem ser usados em filtros para criar clusters específicos para análise, o falecido Microsoft Analytics contava com esta possibilidade também. As dimensões que estão disponíveis são:

  • Idade (0-17, 18-24, 25-34, 35-54 e 55 +) 
  • Sexo (Feminino, Masculino)

A dimensão psicográfica tem como caracteristica ter dados de grupos de interesse dos visitantes, como:

  • Automóveis 
  • Bens de consumo  
  • Entretenimento 
  • Finanças 
  • Saúde 
  • Fases da vida 
  • Diversos 
  • Politica 
  • Varejo 
  • Small Business e B2B 
  • Esportes 
  • Tecnologia 
  • Telecomunicações 
  • Viajens

Como estes dados são coletados dos dados do Yahoo, algumas destas dimensões podem não estar disponiveis para todos os sites. Aqui temos o mesmo problema já comentado em nossos posts e artigos sobre a falta de clareza em como estes dados são coletados, apesar do Yahoo afirmar que só irá mostrar dados dentro de um nível de confiança estatística mínimo. Muito provavelmente só estarão funcionando plenamente para o EUA.

Novas possibilidade de trabalhar com gráficos simultâneos e escolha das métricas a serem mostradas, são bastante úteis para termos uma visão geral do site:

Ainda ficamos esperando que este serviço esteja disponível no Brasil, quem sabe eles não aceleram este lançamento por aqui.

Até o próximo post!